• +55 11 3864-2022 | 11 3675-1027
DSC09597
15.03 017
DSC08249
eleição gremio 2013.2
IMG_0030
IMG_1707
IMG_1746
IMG_20131204_132457
IMG_20140508_115631
IMG_20130926_123054

A gestão de práticas democráticas dentro da Escola Bakhita acontece em todos os segmentos (Educação Infantil, Ensino Fundamental 1 e 2) de maneiras diversas. Essa proposta tem como objetivo formar indivíduos autônomos que tenham capacidade de expor suas ideias e de se relacionar com outras pessoas de maneira colaborativa.

Nessa perspectiva, as crianças são convidadas a participar da tomada de decisões pertinentes a diversos assuntos do cotidiano escolar, desde as assembleias, nas quais são discutidas regras, conflitos e dinâmicas do grupo, até discussões sobre projetos que viabilizam a modificação de espaços e atividades da instituição.

A participação em uma comunidade democrática demanda um processo de formação, uma vez que a compreensão do significado das regras e combinados vai fazendo sentido à medida em que cada um se envolve nos momentos de discussão e, depois, percebe o efeito dessa dinâmica no cotidiano.

As rodas de conversa, que ocorrem principalmente na Educação Infantil, e as assembleias, no Ensino Fundamental, são momentos garantidos na grade horária de todas as turmas da escola para proporcionar a experiência de construção coletiva dos tempos, espaços e relações da nossa comunidade escolar. Porém esses momentos não são os únicos em que os alunos possuem a possibilidade de participar de momentos de decisão. Na Escola Bakhita as crianças são convidadas a se envolver com a construção de momentos como recreio, entrada e saída, além de refletir ativamente sobre suas intervenções nos projetos de sala de aula.

O Grêmio Estudantil, realizado no Ensino Fundamental 2, também é uma possibilidade concreta e fundamental para a visibilidade de como a participação ativa dos alunos e alunas pode contribuir para a melhoria das relações e experiências vivenciadas no ambiente escolar, possibilitando uma formação de cidadania muito significativa. Nos processos de eleição e desenvolvimento do trabalho do Grêmio, a cada ano, todos vão se envolvendo e compreendendo mais a responsabilidade que é atribuída a um papel de representação, assim como a necessidade da participação ativa da parte das pessoas que não são integrantes da Chapa no “poder”, mas que querem que seus interesses e vontades sejam contempladas no plano de ação dos colegas.

Enfim, na Escola Bakhita os alunos são convidadas a estar sempre em uma posição participativa e propositiva em relação aos processos de trabalho e decisões coletivas de qual fazem parte.